Que ruderal?

Ah, o Pantanal.

Vim parar aqui por motivos profissionais e pessoais. Acabara de me tornar bióloga. Estava á flor dos meus 24 nos e ávida pela experiência de morar fora da casa dos pais. Sou fã do Indiana Jones, já tive um cachorro com este nome. DuckTales também foi bom para mim. Queria viver algo que, contado, tivesse o glamour das expedições em busca das nascentes dos grandes rios, em meio às tribos canibais, mas que ao vivo, fosse sórdido, ah, mas sórdido. Aqui pisei, pela primeira vez, na seca. Mais tarde, descobriria que numa cheia das boas não teria encontrado chão para pisar. Primeiro minuto e 20 mosquitos de pelo menos quatro espécies enfiavam as probóscides nas minhas têmporas, enquanto eu, com as mão ocupadas com a bagagem, tentava em vão espantá-los soprando para cima. Imaginei que sorte de vírus e protozoários e namatóides tropicais se escondiam nos interstícios daqueles pântanos, ou na probóscide de pelo menos um entre 20 mosquitos. Aquela experiência começava a se esboçar glamourosa.


What Ruderal?

Ah, the Pantanal.

I came here for professional and personal motivation. I had just become a biologist. I was 24 years old, my life was beginning to blossom and I was eager for the experience of living out of my parents’ house. As a child, I was an Indiana Jones fan and had a dog with his name. Ducktales was also a favourite of mine. I wanted to live something like the lives of my heroes, with the glamorous expeditions in search of the source of large rivers and the discovery of cannibal tribes. Something alive and sensual. Something exotic. I first stood here in the dry season. Later I discovered that in a big wet season, there is no ground to stand on. Within a minute of arriving, 20 mosquitoes of at least four species threaded their proboscises into my temple. I tried in vain to prevent them attacking my forehead, while having both hands busy with my luggage. I imagined what sort of tropical viruses, protozoans and nematodes were hidden in the interstices of the swamps or in the proboscis of at least one of the 20 mosquitoes. The experience was fast becoming glamorous.

David locke edited the English version. Thank you Dave!

Comentários

Lu disse…
Ai, que glamour!
:D
Anônimo disse…
Aninha!!!!
Amei!
totalmentchii excelente!
Você tem as manhas de escrever e criar histórias, fantasias e sonhos!!

visitarei sempre!
Te amu!
Beijocas!
Anônimo disse…
Ei Anita,
Não satisfeita em comentar uma vez, decidi falar um pouquinho mais... Muito legal guria, tu tem muita coisa legal pra contar e, sabe, como ninguém, fazer isso!!! Perfeito. Faz agente viajar junto contigo. Obrigada por isso, viu?!
Beijocas e fica bem, tá?!
Ti amu d+!
Anônimo disse…
Your are Excellent. And so is your site! Keep up the good work. Bookmarked.
»

Postagens mais visitadas deste blog

De trevas e luz: os brejos

Anfíbios e répteis

O dom para fazer contato