Despedida II

Conheci um cara quando eu já sabia que viria morar no Mato Grosso do Sul. Em outro país, conversávamos sobre o Pantanal, e ele, que já havia morado aqui, contava como amava as mangas. "Aqui, se quiser chupar uma manga, você vai ao supermercado e encontra duas em uma bandeja de isopor, insossas, e te pedem por isso tantos soles. Lá as mangas eram tão doces, e tantas, que eu jogava futebol com elas". Comi amoras, acerolas e até goiabas que cresciam dentro das minhas parcelas, mas nunca mais me lembrei das mangas do Pantanal.

Na minha última vez lá, trabalhávamos nuns capões e nossa água acabou. Fui encher os cantis numa fazenda próxima, que era a São Bento. Ainda antes da sede, na estrada mesmo, encontramos mangueiras tão carregadas, que nos sentimos como passarinhos atraídos pelas frutas. Eu chupei ali mesmo, ainda quentes, apanhadas do chão, as mangas derrubadas pelos príncipes-negros. Esses periquitos não sabem o bem que nos fazem ao cortar os cabinhos sem poder sustentar as pesadas mangas no bico, forrando o chão para o deleite de peões, pesquisadores e outros bichos. Ah, mas “ques” mangas boas, as mais doces que já comi! E depois repetimos tudo sob o pé de mangaritos, e foram vários dias de manga para todos os pesquisadores, porque levamos mais para a Base.

Comentários

Anônimo disse…
Anita...
Ótemo escrito!
Novamente me lembrei do dia que já mensionei anteriormente, o da chuva na toyota com a manga verde...mesmo sendo verde aquela manga estava muito boa...realmente as mangas do pantanal tem algo de diferente!!

Mil beijocas saudosas!!
É isso mesmo Carola, aquele dia foi inspirador. O Paulera também sacou a referência à chuva doída e às mangas verdes.
Beijos,
Aninha
Anônimo disse…
Ei Aninha! Seus escritos são lindos e adoro saber as sensações que tem diante das paisagens desse lugar mágico! Saudades! Bjokas, Raissa
Carol foca disse…
Eba!!!
Totalemte transmimento de pensassão então...adorei o post! E volte sempre!!
Saudades imensas!!
Unknown disse…
Aninha...
...eu nunca comi uma manga do Pantanal, mas agora que você falou me deu vontade de comer.Na próxima vez que eu for tentarei comer.
Mil beijos Aninha
Viva disse…
adorei seu blog Aninha, tem coisas que só quem viveu por aquelas bandas pode entender...

Postagens mais visitadas deste blog

De trevas e luz: os brejos

Anfíbios e répteis

O dom para fazer contato